Outras Vozes – Comentários


“Outras vozes, de Plínio Camillo, não deve ser lido como uma história de ninar, que objetiva a manutenção do status quo opressor, mas sim como discurso dissonante, voltado para incomodar. Longe de construir uma narrativa única e dualista, Camillo cria uma colcha de retalhos de narrativas e experiências de vida, restituindo a humanidade negada aos…

Outras Vozes – Release


  As cicatrizes nos lembram onde estivemos e não têm que ditar para onde vamos! Madalena nasceu sem os braços, mas atinou que depois de abraçar as pessoas com as pernas, boca e ouvido, as criaturas ficavam felizes. A escrava ganhou fama. Frei João da Luz chegou a contar que no meio daquele abraço tinha…